Corona Days

Corona Days surgiu espontâneo e necessário como forma de dar vazão ao caldo emocional em ebulição deflagrado pela pandemia do Covid-19. Confinado em casa, o artista Rogério Borovik, resgata o processo da performance “Imanência”, quando ficou 7 dias isolado, mas sendo visualizado por uma webcam pelo público, na Casa das Rosas, em 1999. Atualizado não só pelo estado de pânico pandêmico, mas pelo enfrentamento de todas as memórias objetuais da casa em que vive há 16 anos.

Papelinos