Pandemia NaBorda

No ar a nova edição PANDEMIA VÍRUS da REVISTA AÇÃO NABORDA com os trabalhos dos artistas, coletivos e pensadores...

REGINA SILVEIRA, RICARDO BASBAUM, TÚLIO FREITAS TAVARES, GUTO LACAZ + FERNANDO VIANNA, RUI AMARAL, PEETSSA, MARÍLIA VASCONCELLOS, RODRIGO BARBOSA, LILIAN AMARAL, BIJARI, NOVA PASTA, COLETIVO BANZO, ROGÉRIO BOROVIK, EDUARDO VERDERAME, DANIEL LIMA, FABIANE BORGES, GUSTAVO GODOY, RODRIGO ARAÚJO, MILENA DURANTE + FLAVIA SAMMARONE, AUGUSTO CITRANGULO,  DANIEL SEDA, RUBENS ZACCHARIAS, LUCAS BAMBOZZI, EDU ZAL, JULIETA BENOIT, MAURO DE SOUZA,  PAULO ZEMINIAN, SATO, BRUNO JORGE, JULIO DOJCSAR, GEANDRE TOMAZONI, RENATA PADOVAN, ANTONIO BRASILIANO, YURI MARTINS FONTES, THEREZA SALAZAR, MARIANA MARCASSA, ÉRICA ZINGANO, ALMIR ALMAS, LUCIANA COSTA, SAMIRA BRANDÃO + SÓLLON RODRIGUES, RAFAEL ADAIME + ROCHELE BEATRIZ, SOLE ADVENTURER, TIAGO JUDAS 1, TIAGO JUDAS 2, MARIA FERNANDA NOVO, MARILIA VASCONCELLOS, MARIA FERNANDA NOVO, CORAÇÃO FARPADO, CASA DA LAPA, RADIO VOLUZIA.

Qual papel da arte contemporânea neste momento de profunda crise humana em todo o planeta? Há o que contribuir? É possível agir coletivamente a partir do isolamento físico no mundo social? Pensamentos são vírus? É possível fazer arte em clausura e diante de tamanha crise?

O sentido de VÍRUS é o mais amplo possível. “Viralizar” a informação, vírus biológico, vírus informático, Cavalo de Troia – uma informação escondida que é introduzida em outra.

Vírus da PANDEMIA GLOBAL

Tempo Arte Limite Vida Contemporânea História Política Cidade Sociedade Ação Em Rede Internet Colaborativismo Independência Conceito Função Estética Território Fronteira Performance Conteúdo Teoria Crítica Coletivos De Arte Vírus Pandemia Solidão Clausura Colapso Financeiro Crise Corpo Fome Depressão Pressão Incerteza Tristeza Euforia Revolta Vida Morte Natureza